Em entrevista exclusiva para a QUEM, a atriz Nívea Stelmann fala sobre boa forma aos 41 anos e afirma não descuidar dos filhos: “Chego a ser neurótica”

21/05/2015

Fonte: site QUEM

nivea-stelmann_1Aos 41 anos, Nívea Stelmann tem chamado a atenção pela boa forma exibida nas redes sociais. Mãe de Miguel, de 10 anos, e Bruna, de 1, a atriz não atribui o físico impecável para nenhuma dieta milagrosa ou esporte da moda. Ela acredita que o corpo é resultado de uma série de boas práticas que segue desde novinha.

“Você não me vê na noitada, nem bebendo e fumando. Isso está se refletindo hoje. Claro que a minha genética é boa e isso ajuda. Tudo o que eu faço não começou ontem. Gosto de dormir cedo e acordar cedo”, disse Nívea para QUEM, contando que costuma malhar regularmente, além de não abrir mão de sessões de drenagem linfática.

Longe das novelas desde o fim de sua participação da novela Morde & Assopra, em 2011, a atriz estuda a chance de morar na cidade de Orlando, nos Estados Unidos. “Meu contrato com a Globo acabou em dezembro. Por enquanto, estou vendo o que vai acontecer. Comprei uma casa lá em Orlando.  Peguei meu fundo de garantia da Globo e investi. Acho bacana poder, quem sabe, oferecer a chance dos meus filhos morarem fora do Brasil por um período.”

QUEM: Nívea, sua boa forma tem impressionado a todos e rendido elogios nas redes sociais. Nos conte a dica para chegar aos 41 anos, mãe de dois filhos – sendo a caçulinha de apenas 1 ano-, com tudo em cima?
NÍVEA STELMANN:
Costumo dizer que é um conjunto. Amamentei a Bruna até ela completar 1 ano e 2 meses, assim como o Miguel. Ele só largou o peito com essa mesma idade. Não quis saber de dietas malucas. Tem mulher que seca o leite propositalmente. Acho absurdo. Adoro amamentar e fiz até campanhas do Ministério da Saúde para incentivo ao aleitamento materno.  Não deixei de comer carboidratos porque a ingestão deles colabora para a produção de leite. Mas, além da amamentação, eu tenho o hábito de fazer atividades físicas regularmente. Amamentar ajuda a perder peso, mas não é só isso.

QUEM: É do tipo que vai pra academia?
N.S.:
Gosto de estar com o corpo em movimento, fazer atividades. Quando não tenho tempo, caminho pelo condomínio. E tenho um milhão de cremes para o corpo e faço sessões de drenagem linfática. Acredito no poder da mão mais do que no poder dos aparelhos. As massagistas vêm em casa. Comprei até uma maca!

QUEM: Você notou diferença após os 40?
N.S.:
Claro! Entre os 30 e os 40 há diferença, sim.  É muito mais difícil retomar a boa forma, por exemplo. É fisiológico. Mesmo que eu não aparente a idade, sei que o metabolismo não responde da mesma forma.

QUEM: Imagino que você escute bastante que tem o mesmo rostinho do início da carreira e que continua com aparência jovial. Já recorreu a tratamentos estéticos?
N.S.:
Eu te falo com o maior orgulho: nunca fiz botox, plástica, nada. Ao mesmo tempo, você não me vê na noitada, nem bebendo e fumando. Isso está se refletindo hoje. Claro que a minha genética é boa e isso ajuda. Mas as práticas não são de ontem. Gosto de dormir cedo e acordar cedo. Acordo todo o santo dia às 6h e levo o Miguel à escola. Não tenho motorista, nem contrato o serviço de van escolar. Poderia ser uma comodidade, mas é bacana estar presente. Gosto de estar perto, acompanhar o dever de casa. Acho que chego a ser até neurótica (risos).

QUEM: Neurótica como?
N.S.:
Gosto estar perto. Às vezes, preciso viajar e não consigo levar o Miguel porque ele estuda. Conto com a ajuda dos meus pais e do Mário [Frias, ator e ex-marido de Nívea], pai dele, também. Aliás, conto com a ajuda sempre. Não só quando estou viajando. Quando estou fora, fico com muita saudade. Eu cobro meus filhos, mas também dou muito amor, muita atenção. Bato no peito de orgulho porque vi meu filho crescer. Fico orgulhosa para caramba disso.

stelmann1QUEM: Depois de fazer vááárias novelas, você está há um tempo longe da TV. Quais serão seus próximos trabalhos? Existe algo em mente?
N.S.:
Estou pior que o Zeca Pagodinho (risos). Estou deixando a vida me levar. Participo de um canal no Youtube – o Hi Gorgeous – em que eu e mais duas amigas damos dicas sobre Orlando, cidade que eu amo.

QUEM: Já pensou em deixar o Brasil?
N.S.:
As outras duas meninas vivem lá. E eu fico lá e cá. Não vou mentir para você: cogito a possibilidade morar lá no futuro. Meu contrato com a Globo acabou em dezembro. Por enquanto, estou vendo o que vai acontecer. Comprei uma casa lá em Orlando.  Peguei meu fundo de garantia da Globo e investi. Acho bacana poder, quem sabe, oferecer a chance dos meus filhos morarem fora do Brasil por um período. Meu filho estuda em escola suíça e fala alemão muito bem. Fiquei cheia de orgulho ao vê-lo se comunicando na Alemanha, quando fomos para lá no ano passado.  Gosto de poder dar cultura aos meus filhos e a vivência fora do Brasil seria rica. Estudei em escola pública – não desmerecendo o ensino público – mas sei o quanto o aprendizado de uma língua me fez falta. Fui aprender inglês depois de velha (risos). Quero que meus filhos estejam preparados para o futuro. A vida é uma roda gigante. Tem hora que você está em cima e hora que você está embaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>