Em entrevista exclusiva à CRESCER, a atriz Nívea Stelmann diz que não pretende engravidar mais, fala sobre o desenvolvimento de Miguel e de Bruna e revela qual é o segredo de uma boa convivência com o ex-marido

24/09/2015

Fonte: site Crescer

nivea-stelmann-03Filhos, filhos, filhos. Se você der uma rápida olhada no perfil de Nívea Stelmann no Instagram, vai reparar que só tem fotos e vídeos de Bruna, 1 ano e 6 meses, e Miguel, que acaba de completar 11 anos. Mãezona, ela não se cansa de “corujar” os dois. “Eu babo muito nos meus filhos. Amo ser mãe e cuidar de tudo. Participo incansavelmente da rotina dos dois. Fico morta, mas amo”, disse Nívea, em entrevista à CRESCER. A caçula é fruto de seu atual casamento com o empresário Marcus Rocha e o mais velho, do relacionamento antigo com o ator Mário Frias.

Por falar no ex, outro ponto que dá para reparar só de observar as postagens da atriz nas redes sociais é que, mesmo não estando mais juntos (Mário também está em outro casamento, com Juliana Camatti Frias, com quem tem uma filha, Laura, 4 anos), os pais de Miguel se dão muito bem e as famílias convivem em harmonia. A fórmula? “O segredo é colocar a criança sempre em primeiro lugar. Sempre fiz isso. Deixei nossas diferenças de lado e olhei sempre para o bem estar do Miguel. Abri mão de muitas coisas pra ver meu filho feliz. Nunca fiz dele uma moeda de troca“, conta.

Bons de peito e de prato
Tanto Bruna, quanto Miguel foram amamentados até 1 ano 6 meses, aproximadamente. “A Bruna está largando o peito agora”, explica a atriz. “Apesar da diferença de idade entre eles ser enorme, a alimentação sempre foi muito parecida, na mesma faixa etária. O mesmo pediatra foi introduzindo frutas e legumes da mesma forma”, diz.

Alimentação, aliás, é um assunto do qual a mãe faz questão de cuidar bem de pertinho. “Eles comem de maneira saudável, mas são crianças que gostam de doces e frituras – com moderação”, afirma Nívea. “Os dois comem superbem. A Bruna é mais gulosa e o Miguel está em uma fase em que pratica muito esporte, então, se alimenta bem”, conta.

Fotos e mais fotos
Da mesma maneira como adorava registrar cada momento do Miguel, Nívea não perde nenhum momento de Bruna. A diferença é a existência das redes sociais. “Parece que estou vivendo o mesmo filme, 10 anos depois. Está tudo muito parecido, muito igual. Tenho um milhão de fotos do Miguel também, mas, naquela época, não tinha Instagram”
Hora de parar
Com tanta dedicação e amor pelos filhos, será que viria mais um por aí? De acordo com Nívea, essa hipótese não existe. “Não quero outro filho de jeito nenhum (risos). Não tenho mais tempo… Para ter filho, antes de ter dinheiro (porque é muito caro mesmo) é preciso ter tempo. Vejo muitos filhos que quase não convivem com os pais e isso faz toda a diferença na vida da criança”, afirma.

E faz mesmo, não é?

“Juntos nos Primeiros 1.000 dias de Vida”: Nívea Stelmann e outras mães trocaram experiências e tiraram dúvidas no bate-papo promovido pela CRESCER e pela Nestlé

22/09/2015

Fonte: site Crescer

juntos-1000-dias-01Na última quinta-feira (17), a CRESCER e a NESTLÉ realizaram um bate-papo sobre a importância dos primeiros 1.000 dias de vida das crianças. O encontro contou com a presença da pediatra Renata Rodrigues Aniceto, da Pueri Nutri Consultoria e Assessoria em Nutrição Infantil, e da atriz Nívea Stelmann, que é mãe da Bruna, de 1 ano, e do Miguel, de 11. A mediação foi feita por Paula Perim, diretora de núcleo das publicações CRESCER, Casa e Jardim, Casa e Comida e Galileu, da Editora Globo.

Durante o evento, que aconteceu na Oca Tupiniquim, na Vila Madalena, em São Paulo (SP), as mães tiveram a oportunidade de fazer perguntas à pediatra e de trocar experiências sobre esse período tão importante na vida das crianças.Os primeiros 1.000 dias compreendem os 280 da gravidez, que vão da concepção ao nascimento, e os 720 dias, que vão do nascimento até o segundo aniversário. “Essa é uma fase extremamente importante para o desenvolvimento físico, mental e emocional das crianças. Por isso a alimentação, o sono e a rotina são sempre motivo de preocupação dos pais nesse período”, pontuou Daniela Tófoli, diretora de redação da CRESCER, que apresentou o evento. “Nesse momento as escolhas realizadas para a criança são cruciais, para que elas possam crescer e se desenvolver tornando-se adultos melhores e mais saudáveis”, declarou a gerente de comunicação de nutrição infantil da Nestlé, Andréa Oliveira, que também acompanhou o bate-papo.

Como fazer o meu filho comer bem?

De acordo com Renata, a principal preocupação das mães que chegam ao seu consultório – sobretudo as de primeira viagem – diz respeito à alimentação durante esses primeiros 1.000 dias de vida. Logo no começo do encontro, a pediatra reforçou a importância da amamentação exclusiva durante os seis primeiros meses de vida, não apenas como um ato de nutrição, mas como vínculo: “Toda alimentação passa por uma alça emocional. A amamentação é o nosso primeiro ato de amor com o filho, um amor que se perpetua nos outros alimentos.”

Para Carol Faria, 32, publicitária, grávida de 39 semanas da primeira filha, Helena, os esclarecimentos foram bastante úteis: “Essa parte da amamentação, de conseguir fazer certinho, de não dar demais nem de menos, me preocupava. Estou mais tranquila”, contou.

Nívea garantiu não ter problemas com os filhos nesse aspecto. O que acontece na casa dela é o contrário. “A Bruna come até pedra com sal, se deixar. Ela é gulosa. Então, eu tento controlar disfarçadamente. Não dá para proibir porque tudo o que é proibido é mais gostoso”, contou. Ela  garante que o mais velho, Miguel, não toma refrigerantes. Ela diz que tenta oferecer uma alimentação saudável, que nesse aspecto gosta de “fazer tudo certinho”.

juntos-1000-dias-02Rotina e sono

Renata e Nívea também discutiram sobre a importância da rotina, não só para estabelecer uma alimentação saudável, mas também para criar bons hábitos de sono e menos problemas mais para frente: “O bebê nasce sem saber nada, se é dia, se é noite. São os pais que criam os hábitos de sono. Criança que tem hora para comer, hora para dormir provavelmente não vai te dar trabalho no futuro, com a hora de ir para a escola, a hora de fazer a lição de casa… Crianças que não têm regras se tornam inseguras”, ressaltou a pediatra.

Ficou claro que a questão do sono também está entre os temas que mais afligem as mães. Ainda assim, a pediatra admitiu que os hábitos da nova geração são outros. “Eu acho que cada vez mais os bebês dormem menos. As crianças estão nascendo diferentes. Antes, os bebês demoravam mais para abrir os olhos, hoje, tem alguns que nem dormem à tarde, só à noite”, comentou.

Nívea arrancou risadas da platéia ao contar que na hora de colocar sua caçula, que é superagitada, para dormir, às vezes o principal “vilão” é o pai, seu marido, Marcus Rocha. “Tento não agitar a criança e não deixo o pai chegar perto depois das 21h. Porque é o pai que agita, não é? Joga para cima, beija, abraça, canta, sacode”, contou a atriz.

A ex-BBB Jaque Khury, que estava na plateia, também tem seus próprios dilemas em relação à hora de dormir. Não tem jeito: ela ainda dorme com o filho Gael, de 1 ano e 8 meses: “Até hoje, defendo a cama compartilhada, mas não sei se é certo ou errado. A gente não consegue dormir separado, acho que eu criei mais uma dependência do que ele. Meu marido dorme na sala. Eu sei que ele precisa ficar independente, ter o espaço dele, mas ainda não consegui”.

As mães da plateia também trouxeram dúvidas sobre tipos de choro, volta ao trabalho, como acertar na hora da bronca e o que fazer com a birra. Para Ana Cristina Belonsifinger, mãe de Maria Antônia, 2 anos e 11 meses, e de Luis Otávio, 2 meses, o encontro valeu a pena para reforçar certas atitudes: “Algumas coisas eu já fazia, mas pude confirmar que estou no caminho certo. Em relação à alimentação, vou insistir mais nas frutas e legumes com o meu caçula do que insisti com a mais velha”.

Mea culpa

Como em qualquer conversa entre mães, inevitavelmente o assunto “culpa” veio à tona. Nívea desabafou: “A culpa já nasce com a gente. Parece que ao virar mãe você já é culpada”. E Renata não apenas como pediatra, mas também como mãe, completou: “Eu não gosto da palavra culpa porque mãe erra tentando acertar. A gente tem opções de vida: as mães trabalham porque faz bem, porque precisam do dinheiro, há questões múltiplas. Há muitos estilos de vida diferentes”. A grande mensagem do encontro é justamente essa: há várias maneiras de ser uma boa mãe. Você pode escolher ficar em casa ou voltar a trabalhar, conseguir amamentar ou ter de recorrer à fórmula, não interessa: pode apostar que você vai fazer o melhor que puder pelo seu filho.

22º Festival de Cinema de Vitória: Nívea Stelmann e Lu Grimaldi apresentam premiação

22/09/2015

Por Equipe Nívea Stelmann

O 22º Festival de Cinema de Vitória, ocorrido na semana passada (16), premiou os vencedores do Festival, em diversas categorias, com o Troféu Vitória. O evento contou com a apresentação das atrizes Nívea Stelmann e Lu Grimaldi, os realizadores subiram ao palco do Theatro Carlos Gomes para receber o prêmio e o aplauso do público.

12009567_884690388244852_3874912510819490016_n 12027789_884690014911556_7819167205893754418_n

Na próxima Hora do Faro, Fabíola Gadelha mostra os encantos de Manaus à Nívea Stelmann

31/07/2015

Fonte: site Hora do Faro

Neste domingo (2), você vai conhecer as aventuras e belezas de Manaus, com Fabíola Gadelha e Nívea Stelmann. Em uma matéria especial da Hora do Faro, a “Rabo de Arraia” apresenta sua “terrinha” para a atriz, que vive um dia de repórter do dominical. Elas vão sobrevoar a capital do Amazonas e mostrar todos os encantos do município cercado por rios e florestas. Imperdível! E ainda: a dupla vai se aventurar por uma floresta com a companhia do Cacique da tribo Tatuiu. Na mata fechada, cobras, onças e muitos segredos guardados por belezas naturais. Durante a visita à tribo, Fabíola e Nívea vão conhecer os costumes tradicionais do local. E receber o desafio de experimentar um cardápio tradicional. O que será? Será que vão aceitar? Conheça os encantos de Manaus na companhia de Fabíola Gadelha e Nívea Stelmann no próximo domingo (2), a partir das 15h30, na Rede Record.

4jub5g4ut5_8fguxqium8_file 2tx45j48y0_82djmtfz17_file 1qu4vye2w3_hr96583nf_file 7f00j9lq1g_9ll61mqra8_file 2621hw5cbu_2c42kngey2_file 4y31ktpdx9_4vjgjgedze_file

Nívea Stelmann grava novo seriado e mostra que está com físico em dia

14/07/2015

Fonte: site QUEM

Nívea Stelmann está envolvida com as gravações do seriado Um Casal Fora de Série, uma produção independente. A atriz participará dos 12 primeiros episódios, dirigido por Marcio Augusto, que integra o time de diretores de Malhação.

Nas fotos divulgadas, a atriz, de 41 anos, mostra que está com o físico em dia ao usar figurinos curtinhos para a personagem. No seriado, ela contracena com Igor Hercowitz, Spartus Alves, Carmen Sales e Frederico Cardoso.

nivea-stelmann1 nivea-stelmann2

Nívea Stelmann é a entrevistada do programa Assim Somos

08/07/2015

Por Equipe Nívea Stelmann

10422137_955161314515786_154395245672782748_nA atriz Nívea Stelmann é a convidada desta quarta-feira (8) do programa Assim Somos apresentado por Zilu Godoi.

Ao lado da apresentadora estão a advogada Adriana Sorrentino e a estudante de psicologia Karol Veiga.

Assim Somos faz parte do canal E +, na TV por assinatura.

Acesse o Facebook da Nívea Stelmann e confira a prévia do programa de hoje.

Nívea Stelmann fala sobre as diferenças entre ser mãe de menino e menina: “A educação [dos dois] é igual”, disse a convidada da Hora do Faro

06/07/2015

Fonte: site Hora do Faro

6pom28a5j6_7a9kcl4tq6_fileCorujíssima mamãe de duas crianças, Nívea Stelmann fica radiante ao falar dos seus filhos – Miguel, de 11 anos, e Bruna, de um ano e três meses. Para ela ser, é sempre uma descoberta gostosa ter um casal de crianças em casa: “A diferença está em poder brincar de boneco ou de boneca”.

Para ela, a educação dos filhos deve ser a mesma. “A diferença está mais na nossa cabeça, porque a educação é igual. Tudo o que você quer para o seu filho, você quer para sua filha, você pensa em educar da mesma forma”, explicou. Miguel, seu filho com o ator Mário Frias, é daqueles filhos presentes e carinhosos: “Aquela coisa de mãe de menino, em que existe Édipo. O menino vai ser sempre apaixonado por você, o que é verdade, meu filho até hoje fala ‘mãe, como você está linda’, ‘mãe, não sei o que’”.

Segundo Nívea, meninos são mais companheiros com suas mães: “É uma cumplicidade muito gostosa, ele é mesmo meu grande amor”. Já a chegada de Bruna trouxe para atriz novas experiências: “Minha filhota é essa coisa de brincar de boneca, de poder vestir, de poder cuidar, educar uma menina, de ensinar a ser mais graciosa”.

Para Nívea Stelmann, existe uma identidade maior entre mãe e filha. “É gostoso ter esse vínculo entre nós duas, então acho que isso é muito bom”, finalizou.